Fale Connosco

+351 255 214 495

Registo

Michael Maharrey | Corporações Gananciosas Estão a Causar Inflação! Será Mesmo?



Corporações gananciosas estão a causarinflação aumentando os preços e desfrutando de lucros recordes.

Isto se tornou um ponto de discussão cada vezmais popular. E é evidentemente absurdo.


Se as corporações podem aumentar os preçosinvoluntariamente e desfrutar de lucros “excessivos”, por que não fazem isto otempo todo? As corporações de repente ficaram gananciosas em 2021? E por que oFederal Reserve [Nota do editor: Federal Reserve (Fed) é o banco central dosEUA] passou uma década a se preocupar com a inflação ser “muito baixa” enquantolutava para atingir sua meta de 2%? Não havia ganância corporativa suficienteantes do coronavírus?


É bastante claro que tem de haver algo mais a acontecer.Mas a ganância corporativa é uma explicação conveniente, e a narrativa continuaa crescer porque o americano comum não entende inflação ou contabilidadecorporativa básica. Isto inclui muitas pessoas que escrevem sobre inflação nosmeios de comunicação convencionais.


John Nichols escreveu um artigo para o The Nation a expor o que elechama de “um segredo sujo”. Ele afirma que o atual surto de inflação é causadopor corporações “aumentando os preços”.


Ele partilhou seu artigo com o seguinte tweet:


“Do Yahoo Finance: ‘Ações da Amazon sobem 15% apósum aumento de receitas. Amazon aumentará o preço da assinatura Prime.’

Quando você ouvir a palavra “inflação”, pense:corporações estão a aumentar os preços para lucrar em um momento de pandemia, afim de aumentar lucros excessivos.”


É assim que você diz “Eu não percebo deinflação” em um tweet.


A página de autor do Nichols o chama de “umblogueiro político pioneiro”. Ele pode ser um grande escritor. E ele pode sabermuito sobre política. Mas faria bem em fazer um curso de contabilidade antes defalar sobre finanças corporativas.


Vamos ver algumas das manchetes que Nicholsusa para provar seu argumento de “ganância corporativa”. Mas primeiro, éimportante definir alguns termos contábeis:


Receita: Quantidade de dinheiro gerada apartir de operações comerciais normais. Este número não inclui despesas. Vocêpode relatar um grande aumento na receita, mas ainda assim acabar por perderdinheiro se as despesas aumentarem mais.


Receita Operacional: Receita menos despesasoperacionais, como salários, custo das mercadorias vendidas e depreciação. Esteé o lucro das operações comerciais. Não inclui despesas pontuais, comoimpostos, despesas com juros e serviço da dívida.

 

Lucro Líquido: Este valor contabiliza todas asdespesas, incluindo despesas operacionais, impostos, juros, serviço da dívida,etc. Este número é altamente suscetível a manipulação contábil. Éfrequentemente relatado como “lucro”.


Crescimento: Este não é um termo técnico decontabilidade, mas muitas vezes é cogitado em relatórios financeiros.Geralmente compara dois períodos e é expresso em termos percentuais. Então,você verá algo como “os lucros da empresa XYZ cresceram 35% no ano passado”.Cuidado com esse tipo de reportagem, pois pode ser altamente enganador. Se umaempresa teve um ano muito ruim (digamos, porque o governo fechou a economia) edepois se recupera no ano seguinte, mostrará um tremendo “crescimento”. Mas istoé só porque você está a comparar com um ano muito ruim. Quando você vê percentagens,precisa entender o contexto e saber algo sobre a linha de base para comparação.Os números de receita e lucro em 2021 geralmente refletirão um crescimentosólido em termos percentuais em comparação a 2020, quando a economia foifechada.


Agora vamos às manchetes de Nichols.


“A gigante petrolífera BP reporta o maiorlucro em 8 anos com o aumento dos preços das commodities.”


Esta manchete não nos diz nada. Pode muito bemser que a BP tenha tido lucros baixos ou até mesmo perdas nos sete anosanteriores a esta sorte inesperada. E o que a manchete quer dizer com “lucro?”Refere-se ao lucro líquido? Ou lucro operacional? Ou outra coisa?


De facto, o setor de petróleo enfrentoudificuldades em 2020, quando o preço do petróleo despencou para US$ 20 porbarril. A receita da BP foi de US$ 298.8 mil milhões em 2018. Isto caiu paraUS$ 180.4 mil milhões em 2020 e caiu novamente para US$ 157 mil milhões em2021. A receita operacional da BP foi de US$ 16.3 mil milhões em 2018. Em 2020,a BP registou um prejuízo operacional de US$ 573 mil. No ano passado, recuperoupara US$ 10.5 mil milhões. No contexto, o desempenho da BP no ano passado nãofoi particularmente notável.


Simplesmente dizer que a BP teve o maior“lucro” em 8 anos não fornece nenhuma informação sobre o desempenho ou atrajetória da empresa. Na verdade, comparações como esta geralmente dão falsasimpressões.


Vejamos outras manchetes. Não vou entrar nasfinanças de todas as empresas como fiz para a BP, mas você perceberá a ideia.


“A fabricante de cereais Kellogg Co. previu umcrescimento de lucro para o ano acima das expectativas do mercado naquinta-feira, impulsionado pelos preços mais altos dos produtos que ajudaram asuperar as interrupções da greve e os custos crescentes dos insumos no quartotrimestre.”


Tudo isto nos diz que a Kellogg vai se sairmelhor do que o esperado e que a empresa conseguiu repassar pelo menos parte deseus custos crescentes para seus clientes. Com base nesta manchete, é possívelque os analistas esperavam um crescimento abaixo da média ou talvez uma perda.Se a empresa agora prevê um crescimento médio, isto estaria “acima dasexpectativas do mercado”. Não tenho certeza de como isto é “ganância”.


“As vendas da Procter & Gamble aumentam àmedida que os consumidores ignoram o aumento dos preços.”


Você tem de comprar pasta de dente e xampu,mesmo que os preços subam. Quando você vê a palavra vendas, significa o númerode unidades vendidas ou, mais provavelmente, receita. Só porque a receitaaumenta não significa que a empresa está tendo “lucro”. Na verdade, a receitaoperacional da P&G teve uma diminuição de 3% no 4º trimestre de 2021 emrelação ao 4º trimestre de 2020.


“McDonald’s aumentará preços apesar de receitarecorde.”


Isto é fácil de interpretar mal se você nãocompreender os termos contábeis. Se as despesas recordes forem maiores que asreceitas recordes, isto não é uma boa notícia. Uma empresa terá que aumentar ospreços para cobrir as despesas. Ou, eventualmente, sair do negócio.


“Ações da Amazon sobem 15% após um aumento dereceitas. Amazon aumentará o preço da assinatura Prime.”


Basta dizer que a receita operacional daAmazon sofreu uma queda anual de 49.66% no 4º trimestre. A empresa foifantástica em 2020, quando todos estavam trancados em suas casas gastandodinheiro dos cheques de estímulo na Amazon. Mas a maré parece estar a virar. Oscustos de envio estão a aumentar. As perspetivas futuras da Amazon não são particularmente brilhantes.


E isto levanta um ponto importante sobrefinanças corporativas. Você tem de estar a olhar para frente. Uma empresa poderelatar “lucros” recordes hoje, mesmo quando seus negócios estão à beira docolapso.


A conclusão é que nenhuma destas manchetesrealmente prova que as corporações gananciosas estão a impulsionar a inflação.Porque não estão.


Na verdade, os preços ao produtor subiram maisrapidamente do que os preços ao consumidor. Isto significa que as empresas só repassaram alguns de seus custos mais altosaos consumidores.


Aqueles que promovem um governo grande têminteresse em transferir a culpa pela inflação porque o verdadeiro culpado é ogoverno. Como explicou o economista Daniel Lacalle, “a inflação não é umacoincidência, é uma política”.


E, como disse o economista Milton Friedman, “ainflação é sempre e em toda a parte um fenômeno monetário”. [Nota do editor:tendo a concordar com o Friedman em diversos pontos; porém, como adepto daEscola Austríaca, discordo do Friedman e da Escola de Chicago em relação aalguns pontos, sobretudo política monetária. Veja as principais diferençasentre estas duas linhas de pensamento aqui e aqui].


Em última análise, a inflação é causada por umaumento da oferta de moeda. Na verdade, isto é inflação, devidamente definida [Nota do editor: veja mais aqui]. Se você tiver mais dólares perseguindo a mesma quantidade de bens eserviços, verá um aumento geral dos preços.


Os governos exacerbaram a situação durante apandemia, fechando a economia. Isto diminuiu a oferta. Enquanto isto, o Fedimprimiu dinheiro e o governo federal o distribuiu na forma de estímulo. Vocêtinha mais dólares a perseguirem menos bens e serviços. A inflação que estamos aexperimentar hoje era totalmente previsível.


A verdade é que o governo federal precisa de inflação.Depende da impressão de dinheiro do Federal Reserve para financiar seusempréstimos e gastos. Sem a atividade inflacionária do Fed, o governo nãopoderia financiar seus gastos fora de controlo. Mas os políticos não querem quevocê saiba que eles estão a cobrar um imposto inflacionário, então elesperpetuam todos os tipos de mentiras sobre a inflação para tentar fazer você se sentir melhor com isto.


O cidadão comum é particularmente suscetívelao mito da corporação gananciosa. As pessoas geralmente desconfiam das grandescorporações e não entendem de contabilidade financeira. Pessoas como Nichols seaproveitam deste facto para promover sua política.


Pode muito bem haver algumas empresasaproveitando o ambiente económico atual para aumentar os lucros. Mas isto nãoexplica o índice de preços ao consumidor de 7.5% [Nota do editor: em fevereiro, atingiu 7.9%]. Se você ouvir alguém a culpar a inflação em corporações gananciosas, istoindica que a pessoa não sabe o que é inflação ou está a mentir para você.



Artigo originalmente publicado no Schiff Gold.


Tradução e edição de André Marques.


Autor: Michael Maharrey é o editor-chefe doblog SchiffGold e o apresentador do Friday Gold Wrap Podcast e da série de entrevistas It’s YourDime. Veja as suas publicações.


Nota: As opiniões expressas neste artigo nãonecessariamente vão totalmente de acordo com as da Elementum Portugal e dotradutor/editor deste artigo.

Etiquetas :

Sem categoria

Partilhar :

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *