Fale Connosco

+351 255 214 495

Registo

Endividamento do Setor não Financeiro em Portugal Aumentou 500 Milhões de Euros em Novembro de 2021



O Banco de Portugal publicou dados sobre o endividamento do setor nãofinanceiro em Portugal, que sofreu um aumento de 500milhões de euros em novembro de 2021 em relação a outubro de 2021, atingindo 766.9mil milhões de euros. O setor não financeiro engloba os setores institucionaisdas administrações públicas, empresas (sociedades não financeiras) eparticulares (famílias e instituições sem fim lucrativo ao serviço dasfamílias).


O endividamento do setor público(administrações públicas e empresas públicas) sofreu uma diminuição de 500 milhõesde euros, atingindo 344.9 mil milhões de euros. Isto resultou da diminuição doendividamento perante o exterior e os particulares (1.5 e 0.9 mil milhões deeuros, respetivamente), que foi parcialmente compensada pelo aumento doendividamento junto aos restantes setores financiadores em 2 mil milhões deeuros, particularmente junto ao setor financeiro (€1 mil milhão).


O endividamento do setor privado (empresasprivadas e particulares) sofreu um aumento de €1 mil milhão, atingindo 422 milmilhões de euros. O endividamento das empresas privadas sofreu um aumento de 800milhões de euros. Este crescimento deveu-se, sobretudo, ao financiamento obtidojunto do exterior (600 milhões de euros). O endividamento dos particularessubiu 200 milhões de euros, resultado do aumento do endividamento em relação aosetor financeiro.


Figura 1 – Endividamento do Setor nãoFinanceiro por Setor Devedor, em Milhões de Euros (2020-2021)


Fonte: Banco de Portugal.


Em novembro de 2021, o endividamento total dasempresas privadas sofreu um aumento 2.6% em relação a novembro de 2020 e umaumento de 0.3% em relação a outubro de 2021.


Figura 2 – Taxa de Variação Anual doEndividamento das Empresas Privadas (2016-2021)


Fonte: Banco de Portugal.


Já o endividamento total dos particularessofreu um aumento de 3.2% em novembro de 2021 (em relação a novembro de 2020) eum aumento de 0.11% em relação a outubro de 2021.


Figura 3 – Taxa de Variação Anual do Endividamentodos Particulares (2016-2021)


Fonte: Banco de Portugal.

 


André Marques

Etiquetas :

Sem categoria

Partilhar :

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *