Fale Connosco

+351 255 214 495

Registo / Login

Dívida Pública da Zona Euro Atinge 100.5% do PIB no 1º Trimestre de 2021


No final doprimeiro trimestre de 2021, o rácio dívida pública/ PIB na zona euro excedeu100% pela primeira vez, situando-se em 100.5%, em comparação aos 97.8% no finaldo quarto trimestre de 2020, conforme a publicação da Eurostat. Na UE, o rácio aumentou de 90.5% para 92.9%.Em comparação com o primeiro trimestre de 2020, o rácio aumentou tanto na zonaeuro (de 86.1% para 100.5%), quanto na UE (de 79.2% para 92.9%).


No final doprimeiro trimestre de 2021, os títulos de dívida (Debt Securities  representavam 82.6% da dívidada zona euro e 82.2% da dívida da UE. Os empréstimos (Loans) aumentaram 14.2% e 14.7%,respetivamente. Moedas e depósitos (Currency and Deposits) representaram 3.2% da dívida da zona euro e3.1% da dívida da UE. Devido ao envolvimento dos governos da EU na assistênciafinanceira a certos Estados-Membros, os dados trimestrais sobre os Intergovernmentallending (IGL) – empréstimos intergovernamentais – também são divulgados. Aparticipação do IGL como percentual do PIB ao final do primeiro trimestre de2021 representou 2.0% na zona euro e 1.7% na UE.


Figura 1 – Dívidada Zona Euro e da UE por Componentes (%)


2020Q1 (1º Trimestre de 2020); 2020Q4 (4º Trimestre de 2020); 2021Q1p (1º Trimestre de 2021, provisório).

Fonte: Eurostat.


Os maiores ráciosde dívida pública em relação ao PIB no final do primeiro trimestre de 2021foram registados na Grécia (209.3%), Itália (160%), Portugal (137.2%), Chipre(125.7%), Espanha (125.2%), Bélgica (118.6%) e França (118%); os menores, naEstónia (18.5%), Bulgária (25.1%) e Luxemburgo (28.1%).


Figura 2 –Dívidas Públicas dos Estados-Membros em % do PIB (Primeiro Trimestre de 2021)


Fonte: Eurostat.


Em comparação aoquarto trimestre de 2020, 23 Estados-Membros registaram um aumento da suadívida em relação ao PIB no primeiro trimestre de 2021; dois, uma diminuição. Orácio permaneceu estável na Eslováquia e Bulgária. Os maiores aumentos do rácioforam observados no Chipre (+6.5%), República Checa (+6.3%), Espanha (+5.3%),Eslovénia (+5.2%), Bélgica (+4.4%), Malta e Itália (ambos +4,2%). Asdiminuições foram registadas na Lituânia (-1,5%) e na Dinamarca (-1,4%).


Figura 3 –Mudanças das Dívidas em % do PIB 1º Trimestre de 2021 em Comparação ao 4ºTrimestre de 2020


Fonte: Eurostat.


Em comparação como primeiro trimestre de 2020, todos os Estados-Membros registaram um aumento dadívida em relação ao PIB no primeiro trimestre de 2021. Os maiores aumentos foramregistados no Chipre (+29.5%), Grécia (+28.6%), Espanha (+26.2%), Itália (+22.1%)e Portugal (+18%); os menores, na Irlanda (+1.7%), Suécia (+4.5%), Bulgária (+5%),Holanda (+5.6%), Finlândia (+5.9%) e Luxemburgo (+6%).


Figura 4 – Mudançasdas Dívidas em % do PIB 1º Trimestre de 2021 em Comparação ao 1º Trimestre de2020


Fonte: Eurostat.



André Marques

Etiquetas :

Sem categoria

Partilhar :

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.