No primeiro semestre de 2021, o mercado deouro da China (o maior consumidor de ouro do mundo) já havia mostrado sinais derecuperação, com uma demanda de 547 toneladas (um aumento de 69.2%). O maior consumidor deouro do mundo continuou com esta tendência no início do segundo semestre, em setembro,assim como em outubro.


Segundo o WorldGold Council (WGC), as retiradas de ouro da ShanghaiGold Exchange (SGE), a bolsa de Ouro de Xangai, em outubro e as importações deouro em setembro aumentaram em relação ao ano anterior. E as reservas do metalem ETF’s de ouro chineses atingiram um novo recorde.


As retiradas de ouro da SGE totalizaram 137toneladas em outubro (28% menor que o mês anterior). A demanda física de ouro pelosgrossistas na China tende a ser menor em outubro, já que os estoques dosfabricantes permanecem amplos após a reposição ativa em setembro. Também hámenos dias de negociação no mês devido ao feriado do Dia Nacional de sete dias.Comparando as saídas de ouro em outubro com os anos anteriores é possívelobservar que a demanda foi relativamente forte. As retiradas de ouro da SGEforam 45% maiores em relação ao ano anterior e 50% mais fortes do que o nívelpré-pandêmico em 2019.


O WGC aponta três fatores que ajudaram aimpulsionar uma maior captação de ouro:


1 – Uma combinação de consumo de ouro maisforte no terceiro trimestre em comparação ao mesmo trimestre em 2020 e 2019;

2 – A popularidade da joia de ouro Heritageentre os jovens consumidores aumentou as expectativas da indústria para oquarto trimestre;

3 – Os joalheiros locais estão incluindomais produtos de maior peso em seus estoques à medida que aumenta a adoção domodelo de precificação por grama: produtos mais pesados levam a maiores lucrosusando este método.


A China importou 85 toneladas de ouro emoutubro, 8 toneladas a mais do que em setembro. As importações totais de ourono terceiro trimestre totalizaram 228 toneladas, representando um aumento de171 toneladas em relação ao ano anterior e 43 toneladas a mais que em 2019.


O consumo de ouro chinês foi maior noterceiro trimestre de 2021 do que em 2020 e 2019, e a produção das mineradoraschinesas foi reduzida (o que aumentou as importações). A China é a maiorprodutora de ouro do mundo. A demanda de ouro recuperou-se no primeiro semestrede 2021; a produção das mineradoras chinesas, não. A produção de ouro caiu10.2%, para apenas 152.8 toneladas. De acordo com o Global Times, os acidentesde trabalho interromperam a produção das mineradoras de ouro na provínciaShandong, no leste da China.


A demanda chinesapor investimentos em ouro permanece forte. As participações coletivas em ETF’sde ouro chineses atingiram 72 toneladas em outubro, após cinco mesesconsecutivos de influxos. Esta é a maior quantidade de ouro (em toneladas) jámantida por ETF’s chineses.


A economiachinesa tem mostrado sinais de estagflação (estagnação económica acompanhada dealta inflação de preços). O WGC afirma que a desaceleração do crescimento económicopode contribuir para a demanda de investimento em ouro nos próximos meses.

 


André Marques