Fale Connosco

+351 255 214 495

Registo

Bancos Centrais Adicionaram 19.4 Toneladas de Ouro às suas Reservas em Abril de 2022



Depois de adicionarem 84 toneladas de ouro àssuas reservas no primeiro trimestre deste ano, os bancos centrais continuaram a ser compradores líquidos do metal em abril.Globalmente, os bancos centrais realizaram uma adição líquida de 19.4 toneladasde ouro às suas reservas em abril.


O Uzbequistão foi o maior comprador,adicionando 8.7 toneladas de ouro. As reservas de ouro representam 60% dasreservas totais do Uzbequistão.


O Cazaquistão adicionou 5.3 toneladas de ouroàs suas reservas.


Ambos os países reverteram voltaram a compraro metal depois de serem vendedores no primeiro trimestre, provavelmente atirarem proveito do aumento do preço do ouro.


A Turquia continuou a comprar ouro, adicionandomais 5.6 toneladas em abril. A Turquia adicionou 37 toneladas de ouro às suas reservasapenas no primeiro trimestre deste ano. O banco central turco agora possui maisde 435 toneladas de ouro, representando 28% de seus ativos de reserva.


A Índia aumentou suas reservas de ouro em 0.9tonelada em abril. Desde que retomou a compra no final de 2017, o Reserve Bankof India (RBI), o banco central da Índia, comprou mais de 200 toneladas deouro. Em agosto de 2020, houve relatos de que o RBI estava a consideraraumentar significativamente suas reservas de ouro. O ex-vice-presidente do RBI, R Gandhi, observou que as reservas de ouro dobanco central aumentaram nos últimos cinco anos.


A França fez uma pequena compra de 0.1tonelada.


Numa entrevista, o novo presidente do banco central tcheco disse acreditar que o banco centraldeve aumentar significativamente suas reservas de ouro “de 11 toneladas para100 toneladas ou mais” como parte de uma estratégia proposta para aumentar oretorno esperado das reservas oficiais e tornar o Banco Nacional Tcheco“rentável”.


As vendas brutas foram limitadas a um pequenonúmero de bancos centrais. A Alemanha diminuiu suas reservas na quantia de 0.9tonelada e foi o vendedor mais notável no mês. De acordo com o World GoldCouncil (WGC), a venda provavelmente estava relacionada à cunhagem de moedas.


México (0.1 tonelada) e República Tcheca (0.1tonelada) foram outros vendedores menores em abril.


O WGC espera que os bancos centrais continuem aser compradores líquidos de ouro em 2022, afirmando que “o ouro pode atrairmais interesse como diversificador, pois os bancos centrais buscam reduzir aexposição ao risco em meio à maior incerteza”.

Mas o WGC alertou que o crescimento económicomais lento e o aumento da inflação ao consumidor podem restringir a demanda deouro por bancos centrais no curto prazo (já que é convencional a expectativa deque, em um cenário de alta inflação, os bancos centrais irão aumentar as taxasde juro, aumentando o custo de oportunidade se ter ouro).

Os bancos centrais adicionaram 463 toneladasde ouro às reservas globais em 2021. Isto foi 82% superior a 2020.


O ano passado foi o 12º ano consecutivo decompras líquidas. Ao longo deste tempo, os bancos centrais compraram um totallíquido de 5692 toneladas de ouro.


Depois de recordes de compras de ouro porparte dos bancos centrais em 2018 e 2019, houve uma diminuição em 2020, quandoo total de compras foi de 273 toneladas. Em 2019, as compras totalizaram 650.3toneladas; em 2018, 656.2 toneladas. Segundo o WGC, 2018 foi o ano que registoua maior compra de ouro por parte dos bancos centrais desde a suspensão daconvertibilidade do dólar americano em ouro em 1971.



André Marques

Etiquetas :

Sem categoria

Partilhar :

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *