Fale Connosco

+351 255 214 495

Registo

A Prata pode ser Usada para Manter Painéis Solares sem Poeira



O relatório denotícias do Silver Institute de dezembro de 2020 apresentou informações sobre como a Pratapode ser útil para manter os painéis solares sem poeira e seu uso emrevestimentos antibacterianos.


– Composto de Óxidode Prata Ajuda a Manter Painéis Solares sem Poeira


O acúmulo depoeira e sujeira nas células solares, sobretudo em áreas desérticas, diminuisua eficiência e exige limpeza contínua para mantê-las a gerar eletricidade demaneira eficiente.


Cientistas da Egypt’sBeni-Suef University e da German University in Cairo (GUC) testaram um método delimpeza de painéis solares que usa um nanocoating (camadaultrafina que que é aplicada a superfícies para criar ou melhorar asfuncionalidades de um material; pode servir para proteção contra corrosão,proteção contra água e gelo, redução de fricção, propriedades antivegetativas eantibacterianas, resistência ao calor e à radiação e gerenciamento térmico) deóxido de prata, óxido de estanho, óxido de silício, platina, amônia e água queevita que a sujeira grude nos painéis solares. Esta técnica é usada emcombinação com um mecanismo mecânico de vibração que remove grande parte da poeirae sujeira não aderentes.


Os cientistastestaram o sistema (que remove a poeira a sacudir os painéis duas vezes ao dia)e descobriu que a matriz só precisava de limpeza física uma vez por mês, emcomparação com o normal quatro vezes por mês. Mesmo sem o mecanismo deagitação, usando apenas o nanocoating, a matriz precisava ser limpa fisicamenteapenas duas vezes por mês, relataram os cientistas na revista Energy Reports.


“Os resultadosmostram que a eficiência elétrica média dos painéis fotovoltaicos comrevestimento e vibrador mecânico diminuiu 12.94% durante seis semanas deoperação, enquanto a eficiência do painel fotovoltaico (PV) com [apenas o]revestimento diminuiu 24.46%. No entanto, o painel de referência [semrevestimento ou mecanismo de agitação] teve uma queda na eficiência de 33%. Amitigação de poeira com o uso dos revestimentos é uma técnica eficaz na limpezade painéis solares e seu desempenho pode ser melhorado se um sistema devibração for aplicado”, observaram os autores em seu relatório.


Os autores tambémafirmaram: “O acúmulo de poeira em uma vila solar alimentada por painéisfotovoltaicos perto de Riade, na Arábia Saudita, indicou uma redução de 32% nodesempenho após oito meses sem limpeza. O acúmulo de poeira nos painéisfotovoltaicos na cidade do Kuwait pode causar uma redução de energia de 17%, eo impacto da poeira no desempenho seria maior no verão e na primavera do que noinverno e no outono.”


Para evitarquebras nos painéis solares, o mecanismo do motor de vibração não toca ospainéis diretamente, mas apenas a sua base de ferro. O motor em si é alimentadopor painéis solares e configurado para sacudir automaticamente o conjunto duasvezes por dia. Os horários são importantes. Uma vibração é ajustada para 3horas da manhã antes que o orvalho se assente nos painéis, o que faria com quea poeira fosse mais difícil de ser removida. A outra sacudida é ao meio-diapara garantir que os painéis estejam limpos antes do período de sol maisintenso.


O grupo pretende testarcomo diferentes ângulos de inclinação afetam a eficiência de limpeza dosistema.


Figura 1 –Configuração Experimental Instalada na German University in Cairo


1- PainelFotovoltaico de Referência; 2- Painel Fotovoltaico com Revestimento; 3- Painel Fotovoltaicocom Revestimento e Vibração; 4- Sensor de Irradiação Solar; 5- Dispositivo de Mediçãode Características I-V.

Fonte: SilverInstitute.


– Heraeus Obtém Licençapara Revestimento Antibacteriano de Prata/Rutênio


A Heraeus, um grupo de tecnologia com sede emHanau, Alemanha, adquiriu a licença exclusiva para partículas AGXX, um escudoprotetor antimicrobiano composto de prata da start-up Largentec de Berlim.

“Estamos a trabalhara toda velocidade para introduzir as partículas AGXX em materiais e produtossuscetíveis à colonização por germes”, disse Martin Danz, chefe dedesenvolvimento de negócios da Heraeus Precious Metals.


O revestimentoAGXX contém dois metais (prata e rutênio) e é aplicado em superfícies queprecisam de proteção antibacteriana. Estes dois metais funcionam juntos como umcatalisador para formar um tipo de oxigênio que mata uma ampla gama demicróbios sem liberar nenhum íon metálico no meio ambiente. De acordo com aHeraeus, o efeito antimicrobiano do AGXX foi testado com sucesso contra mais de130 microrganismos (incluindo E. coli) e nenhuma evidência de resistência foiobservada ainda.


O AGXX foitestado em alguns dos ambientes mais hostis, incluindo a bordo da InternationalSpace Station. O revestimento foi aplicado por 6, 12 e 19 meses cada emacessórios que a equipe tocava com frequência, como a porta do banheiro. Orevestimento antimicrobiano reduziu fortemente a carga bacteriana nassuperfícies. A Heraeus acredita que o AGXX pode ser formulado para uso em umavariedade de aplicações potenciais, como revestimentos de fachada, sistemas defiltragem de ar, máscaras faciais e dispositivos médicos.



André Marques

Etiquetas :

Sem categoria

Partilhar :

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *