Fale Connosco

+351 255 214 495

Registo

A Prata como um Ativo de Diversificação

De acordo com uma pesquisa da Oxford Economics, publicada pelo Silver Institute, os investidores podem beneficiar-se de uma alocação média de 4% a 6% de prata em um portfólio diversificado.

 

O estudo descobriu que a prata, em conjunto com o ouro, funciona como um poderoso diversificador em um portfólio de investimentos mais amplo.

 

Para examinar os potenciais benefícios de longo prazo de manter a prata, a Oxford Economics comparou o desempenho histórico do metal com uma série de classes de ativos tradicionais, incluindo ações, títulos, ouro e outras commodities, de janeiro de 1999 a junho de 2022. A análise encontrou uma relativa baixa correlação histórica com outras classes de ativos além do ouro. Isto sugere que a prata oferece um potencial valioso de diversificação em carteiras de investimento.

 

Muitos pensam que, por possuírem ouro, não precisam de prata. Mas a análise sugere que as características de retorno da prata são suficientemente diferentes do ouro para torná-la uma valiosa ferramenta de diversificação.

 

“Com mais da metade da demanda global de prata usada em aplicações industriais, o preço da prata tende a ser mais sensível do que o ouro às tendências do ciclo da industrial global, possuindo maior volatilidade. Além disto, a prata provavelmente beneficiar-se-á de uma cada vez mais positiva perspetiva de demanda no médio prazo, dado seu uso em muitas tecnologias verdes, indicando que podemos estar a entrar em um período em que o rácio de preço ouro/prata volta a ser favorável à prata.”

 

A análise também explora  performance histórica dos preços do ouro e da prata, afirmando que o preço da prata é muitas vezes comparado ao preço do ouro (ou seja, usando o preço do ouro como benchmark). Tanto o ouro quanto a prata são utilizados pelos investidores como reserva de valor e fonte de diversificação de portfólio, mas existem importantes distinções entre os dois metais que podem afetar seus perfis de risco/retorno. Conforme mostrado nas figuras 1 e 2, os preços da prata tendem a ser mais voláteis do que o ouro historicamente, mas os preços geralmente se movem juntos, apesar de alguns períodos de divergência.

 

Figura 1 – Preço do Ouro e da Prata em Dólares Americanos

 

Preço da Onça Troy de Ouro (Linha Vermelha, Eixo da Esquerda); Preço da Onça Troy de Prata (Linha Azul, Eixo da Direita).

Fonte: Oxford Economics/Refinitiv.

 

Figura 2 – Volatilidade Anualizada de 1 Ano (%) do Ouro e da Prata

Ouro (Vermelho); Prata (Azul); Média Histórica da Volatilidade da Prata (Preto);  Média Histórica da Volatilidade do Ouro (Cinza).

Fonte: Oxford Economics/Refinitiv.

 

Tal como acontece com a maioria dos ativos reais, os movimentos de preços do ouro e prata refletem suas fontes únicas de oferta e demanda. Embora a oferta anual de ouro seja muito menor do que a da prata em termos de toneladas (refletida na grande diferença de preço entre os dois metais), o preço mais baixo da prata significa que o valor da oferta anual é muito menor do que o ouro. Isto ajuda a explicar por que a prata é mais volátil do que o ouro, pois entradas/saídas menores de dinheiro podem afetar significativamente seu preço.

 

O Estudo também aborda a dinâmica da demanda. Embora a prata seja classificada como um metal precioso, mais da metade da demanda (55%) teve origem em aplicações industriais em 2019, em comparação a apenas 8% para o ouro (figura 3 e 4). Em parte, isto reflete as propriedades únicas da prata, incluindo ser um forte condutor térmico e elétrico. Isto significa, como já afirmado, que o preço da prata tende a ser mais sensível às tendências do ciclo industrial global, o que também contribui para sua maior volatilidade.

 

Figura 3 – Principais Fontes de Demanda de Ouro (2019)

Joias (Azul); Aplicações Industriais (Vermelho); Investimento (Amarelo); Bancos Centrais (Cinza).

Fonte: Metals Focus.

 

Figura 4 – Principais Fontes de Demanda de Prata (2019)

Aplicações Industriais (Vermelho); Joias e Talheres (Azul); Investimento (Amarelo).

Fonte: Metals Focus.

 

Em contraste com a prata, a demanda por ouro é dominada por seu papel como ativo monetário e commodity. Enquanto 49% da oferta de ouro foi usada para joias em 2019, por exemplo, as joias representaram apenas 26% da demanda total por prata. E enquanto a demanda de investimento por prata foi de 19%, 43% da demanda por ouro foi para investimento, dos quais 29% de investidores privados e 14% de bancos centrais. Um desenvolvimento importante que ajudou a sustentar os preços do ouro nas últimas duas décadas foi que os bancos centrais nos mercados emergentes têm sido compradores líquidos de ouro desde 2009. Por outro lado, os bancos centrais praticamente não possuem prata em suas reservas.

 

A Oxford Economics também afirma que os argumentos a favor do investimento em prata geralmente se baseiam em seu papel como um ativo de “safe heaven” (“porto seguro”) durante períodos de incerteza do mercado. Essas propriedades da prata como ferramenta de gerenciamento de risco são ilustradas pela figura 5, que demonstra como a prata historicamente se mostrou resiliente durante períodos de turbulência nos mercados de ações. O preço da prata subiu durante quatro das oito correções do mercado de ações ocorridas nos últimos 20 anos, enquanto seu preço caiu menos do que as ações durante os outros quatro episódios. Embora a prata tenha um desempenho inferior ao do ouro como um ativo de “porto seguro”, ainda pode ajudar a reduzir as perdas em tempos de estresse do mercado.

 

Figura 5 – Performance Relativa do Ouro de da Prata Durante as Correções do Mercado de Ações (S&P 500)

Ouro (Vermelho); Prata (Azul); S&P 500 (Amarelo).

Fonte: Oxford Economics/Haver Analytics.

 

O estudo conclui que a prata engloba os atributos de investimento de um metal precioso, ao mesmo tempo em que apresenta uma ampla gama de aplicações industriais ativas. Embora os movimentos de preço da prata estejam intimamente correlacionados com o ouro, a análise indica que suas características de retorno são suficientemente diferentes para torna-la uma valiosa ferramenta de diversificação.

 

AVISO! As Informações contidas neste artigo e no restante do relatório são de caráter exclusivamente INFORMATIVO e NÃO DEVEM ser interpretadas como recomendação para comprar ou vender prata, ouro ou produtos relacionados.

 

 

André Marques

Etiquetas :

Sem categoria

Partilhar :

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *